Qual é a importância da acessibilidade em restaurantes?

Comentários · 1676 Visualizações

A acessibilidade em restaurantes é a forma utilizada para proporcionar conforto e bem-estar para todos os seus usuários, mesmo aqueles que têm necessidades específicas.

Qual é a importância da acessibilidade em restaurantes?

A acessibilidade em restaurantes é a forma utilizada para proporcionar conforto e bem-estar para todos os seus usuários, mesmo aqueles que têm necessidades específicas. Entre as adequações que devem ser pensadas se incluem rampas, cardápios em braile e cadeiras plus size, por exemplo.

De modo geral, todos os clientes de um restaurante são igualmente importantes. É por isso que aqueles que precisam de tratamento diferenciado devem ter suas necessidades atendidas. A acessibilidade em restaurantes é, sobretudo, uma forma de garantir que todos possam ser confortavelmente atendidos.

Para isso, se um deficiente visual precisa de um cardápio em braile para conseguir fazer um pedido, é importante dispor dessa solução. Se um deficiente físico precisa de uma rampa para entrar no ambiente, você deve construí-la. O mesmo vale para o espaço que deve haver entre as mesas, o tamanho das cadeiras e todas as demais instalações.

No entanto, o ideal é a que a acessibilidade vá além disso. Mais do que criar um meio de acesso para todas as pessoas, é importante fazer isso estrategicamente. A acessibilidade atinge seu ponto alto quando vem acompanhada de inclusão e passa a ser tratada com naturalidade por todos no ambiente, dos funcionários aos demais clientes.

Como garantir a acessibilidade nesses ambientes?

Quer algumas dicas para adaptar seus ambientes e receber, da melhor forma possível, todos os seus clientes? A seguir, confira as sugestões:

  • Faça o planejamento correto dos móveis

Tão importante quanto começar a instituir mudanças no seu restaurante é planejar corretamente como elas serão feitas, especialmente para evitar imprevistos depois que as reformas começam.

Um primeiro passo para isso é contatar um profissional e começar a projetar a disposição e, depois, a escolha dos móveis que serão usados para decorar o espaço.

Juntos, vocês devem estabelecer alguns critérios que deverão ser respeitados, como:

  • layout do espaço, com as distâncias mínimas respeitadas;
  • as medidas das mesas e cadeiras;
  • os materiais que deverão ser priorizados na fabricação;
  • a disposição dos móveis;
  • as cores e demais especificidades;
  • as instalações para a acomodação de cães-guia;
  • entre outros.
  • Esteja atento às leis de acessibilidade

Existem algumas determinações específicas que ajudam a manter a regularidade dos restaurantes quanto à acessibilidade. As principais são as Normas Técnicas, que indicam quais medidas devem ser tomadas para atender às limitações físicas de todos os cidadãos, garantindo que eles possam usufruir de todos os serviços disponíveis.

Além disso, desde 2015, existe a Lei Brasileira da Inclusão da Pessoa com Deficiência — Lei 13.146. Ela exige que os restaurantes estabeleçam meios tanto para a entrada quanto para a permanência de pessoas com mobilidade reduzida em seus espaços.

Mas não é só isso. A Lei também trata das condições de acesso e uso dos banheiros, além dos demais locais e, principalmente, do uso de bens e de informações disponíveis. Isso significa, por exemplo, que deficientes visuais precisam contar com dispositivos em braile ou auditivos, assim como liberação para a entrada no estabelecimento acompanhados de cão-guia.

É claro que o restaurante que quiser atender com maestria a essas exigências precisa pensar em formas de otimizar essa experiência. Isso pode ser feito por meio de estratégias que incluam condições confortáveis de estadia para os animais, um atendimento personalizado para o cliente e assim por diante.

  • Tome os cuidados necessários

As adaptações são imprescindíveis para garantir que a Lei de Acessibilidade seja cumprida, mas também são muito importantes para ir além e proporcionar um atendimento confortável e satisfatório para todos os clientes.

É por isso que você deve tomar todos os cuidados necessários, incluindo soluções como:

  • a criação de vagas especiais de estacionamento, próximas à entrada do restaurante;
  • a instalação de uma rampa na entrada, com inclinação leve e superfície antiderrapante, além de corrimãos dos dois lados, em duas alturas diferentes;
  • a aquisição de móveis projetados para obesos, tanto no tamanho quanto na resistência dos materiais;
  • o uso de mesas para cadeirantes, mais baixas e espaçosas, para que o cliente possa chegar com facilidade com a cadeira de rodas;
  • o respeito aos espaços necessários para a passagem das cadeiras de rodas e de clientes que ocupem maiores espaços;
  • a disponibilidade de cardápiosem braile ou com recursos auditivos;
  • o treinamento de, pelo menos, um funcionário em libras;
  • a adaptação de banheiros, com rampas, corrimãos e espaços amplos, além de utensílios mais baixos para alcance de todos;
  • a instalação de, pelo menos, um caixa adaptado na altura ideal para atender cadeirantes.

 

 

Muita gente não se dá conta, mas a acessibilidade é um fator importantíssimo, que pode ser decisivo no momento de escolher um bar ou restaurante para frequentar. Afinal, não há nada pior do que impedir a entrada ou estadia de um cliente (e seus acompanhantes) por não ter uma estrutura adequada para recebê-lo, não é mesmo?

Além de todo o constrangimento e desconforto para o cliente, isso também pode significar perdas expressivas para o estabelecimento. Portanto, reveja com um arquiteto quais são as necessidades de adaptação do seu espaço e considere implementá-las o quanto antes.

Por fim, faça o treinamento e capacitação da equipe para o atendimento daqueles têm alguma condição especial.

 

Fonte: https://servircomrequinte.francobachot.com.br/


Comentários